Vila de Caraíva | A vila | Onde Ficar | Onde Comer | Atrações

Parque Nacional do Monte Pascoal dos Pataxó

Parque Nacional do Monte Pascoal

O Parque Nacional do Monte Pascoal está localizado no extremo sul da Bahia, onde teriam desembarcado pela primeira vez ao Brasil os portugueses. A região foi ocupada primeiramente pelos tupinambás e no século 16 pelos pataxós, que hoje são um pouco mais de 2 mil e que sobrevivem da venda de artesanato, da caça e da pesca.


A área do parque possui 22.500 hectares que é compartilhada com a reserva indígena, território dos Pataxós com 8.600 hectares. A região é coberta por Mata Atlântica e do topo do monte, têm-se a visão do mar de um lado e da Serra do Itamaraju do outro.

Aspectos culturais e históricos

O Monte Pascoal foi o primeiro ponto de terra avistado pelos portugueses em 1.500, quando descobriram o Brasil. O monte avistado foi batizado por Pedro Álvares Cabral com o nome de Monte Pascal. O nome da unidade é devido a este monte.

Aspectos naturais

O relevo é caracterizado pelos depósitos de praias, às vezes com bancos de recifes, extensas planícies costeiras, tabuleiros da formação barreiras, colinas e pequenas serras de rochas cristalinas.

A área abriga um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica, tendo como vegetação predominante a Floresta Tropical Pluvial. Algumas espécies de ocorrência são visgueiro, farinha-seca e anda-açu (grande porte).

O Parque tem uma fauna diversificada. Entre os mamíferos destacam-se: veado-campeiro e a ariranha, ambos ameaçados de extinção. Ainda conta com alguns raros, como: ouriço preto, preguiça de coleira e o guariba. Com relação aos carnívoros pode-se citar a suçuarana e a tradicional onça. As aves ameaçadas de extinção: urubu-rei, macuco e mutum.

Clima

O clima da região do Parque pode ser considerado de úmido a super úmido, tropical e subtropical, apresentando uma temperatura média entre 21°C. A umidade relativa do ar fica em média de 80% durante todo ano.

Flora

Pau-brasil, jacarandá-cabiúna, jequitibá, maçaranduba, orquídeas e samambaias.

Fauna

Preguiça-de-coleira, ouriço-preto, caxinguelê, anta, tamanduá, paca, cotia, onça e suçuaruna. Aves: gavião-de-penacho, mutuns, curiós, sabiás-da-mata, papagaios e tucanos.

Atrações

A unidade tem como principal atração a trilha para o Monte Pascoal (valor histórico) e o centro de visitantes que conta parte da história do descobrimento do Brasil. Nos meses de dezembro a março e os de junho e junho, a unidade é mais visitada.

Infra-estrutura

É aberto à visitação todos os dias da semana, das 7:00 às 18:00 hs e é cobrada uma pequena taxa para entrar. Possui centro de visitantes. A cidade mais próxima do parque é Itamaraju, a 30 km do parque e possui hotel e restaurante. Outra opção é Caraíva que fica a 20 minutos de barco.

Objetivos específicos da unidade

Conservar uma amostra representativa dos ecossistemas de transição entre o litoral e a floresta pluvial dos tabuleiros terciários, conservar os recursos genéticos, possibilitar; fomentar atividades de educação e investigação e proteger o Monte Pascoal, marco histórico do Brasil.

Decreto e data de criação

Foi criado pelo Decreto n.º 242 de 29.11.1961

Endereço para correspondência

Rua Rio Grande do Sul, 84 - Centro.

45836-000 - Itamaraju – BA

Fone/fax: (73) 294-1110 / 294-2696

e-mail: pmontepascoal@dstech.com.br

Outras Informações:

Distância da Capital (Itamaraju): 751 km (Pela BR-101).

Temperatura:
Média de 26ºC.

Fuso Horário:
Fuso Oficial de Brasília e 3h a menos que o horário de Greenwich.

Corrente elétrica:
220V

Como ir:

Estradas:
O acesso é feito, por via terrestre, através da rodovia BR-101, no trecho situado entre as cidades baianas de Itamaraju e Itabela, percorrendo uma estrada (BR-498) asfaltada que tem início na BR-101 com cerca de 14 km até a entrada. A cidade de Itamaraju fica a 750 km da capital do estado, sendo a mais próxima à Unidade.

Rodoviária (Itamaraju):
Pça. Castelo Branco - tel. (73) 3294-3355